terça-feira, 14 de setembro de 2010

AMPUTAÇÃO DE CAUDA E ORELHA EM CÃES. UM ATO CRUEL E DESNECESSÁRIO.

Amputação da cauda (caudotomia)
O corte da cauda e orelhas dos cães infelizmente é praticado há muitas décadas por vários motivos:
• Minimizar lesões e machucados em animais utilizados na caça (bracos, terriers, weimaraner, etc.), pois ferimentos nesse local podem causar sangramento intenso;
• Conferir aspecto "compacto" a algumas raças de trabalho (rottweilers, dobermans e boxers);
• Hoje em dia, questão de estética.

Muitos países já aboliram a prática de cirurgias com intuito meramente estético. No Brasil, em 19 de março de 2008, o Conselho Federal de Medicina Veterinária, proibiu os veterinários de realizarem o corte de orelha ou cordas vocais de cães para evitar que latam, assim como a amputação das garras dos gatos para que eles não "destruam os móveis".

A resolução diz: "Ficam proibidas as cirurgias consideradas desnecessárias ou que possam impedir a capacidade de expressão do comportamento natural da espécie, sendo permitidas apenas as cirurgias que atendam as indicações clínicas". A cirurgia de corte de cauda foi desaconselhada, mas não proibida, infelizmente.

Já há muitos anos, a caudotomia passou a ser proibida na Europa. Considerada uma cirurgia cruel para os animais, existem países que chegam a proibir a entrada de cães com cauda amputada em seu território.

A caudotomia é feita por volta de 3 dias de idade no filhote. Embora o padrão de muitas raças recomende o corte (o que é um absurdo), ela não é obrigatória, podendo um cão com cauda íntegra ter pedigree e participar de exposições.


E por que os cães possuem rabo?
A cauda é uma extensão da coluna vertebral e é formada por várias vértebras pequenas. Apresenta inúmeras terminações nervosas, por isso é uma parte bastante sensível do corpo do animal. O padrão para o corte de cauda depende da raça, podendo ser bem curto ou amputado parcialmente.


Qual a importância da cauda nos cães?
• O rabo tem a função social de espalhar ou esconder o cheiro que identifica o cão (exalado pelas glândulas próximas ao ânus ou perianais).
• Importante meio de comunicação e expressão entre os animais;
• Ajudar no equilíbrio.

Quando abana o rabo o cão pode, por exemplo, querer ser notado por seu dono (líder de sua matilha), neste caso, os movimentos são laterais e exagerados.

Pode também desejar se impor frente a um oponente, aí os movimentos são curtos e nervosos e a cauda encontra-se erguida como um mastro de uma bandeira. Todo o movimento de cauda tem seu significado e define o quanto o cão quer ser notar.

Através da posição da cauda, os cães demonstram suas intenções. Cauda abaixada pode significar submissão ou medo. Cauda alta abanando de um lado para outro significa alegria, mas pode ter o sentido de agressividade ou dominância se o movimento for apenas leve.


Como está a questão da caudotomia hoje?
Alguns proprietários já começam a optar por não fazer a caudotomia em seus animais, reservando um filhote antecipadamente com o criador, e solicitando que o rabo não seja cortado. Há pessoas que, quando compram seu cão com o rabo curto, acham até que "ele já nasceu assim", mas são raros os casos de animais que nascem com a cauda bem curta ou ausência dela.

É preciso analisar a real necessidade de amputar-se uma parte do corpo de um animal. O motivo estético é questionável. Muitos cães parecem ficar mais bonitos com a cauda inteira, embora a beleza seja algo muito subjetivo para ser analisado. Trata-se de uma questão de mero costume, pois estamos habituados a ver muitas raças com o rabo curto. Os mesmo animais, de cauda longa, podem nos causar estranheza, inicialmente.

Existem casos onde há necessidade de amputação, quando o animal morde insistentemente a ponta do rabo, fere com frequência a extremidade ao bater em objetos, causando sangramento importante, tumores, etc. Mas antes de se optar pela amputação, é necessário o adestramento, do qual pode mudar esse comportamento do animal. Devemos considerar o bem-estar do animal antes da estética, e o direito que os cães têm de poderem expressar-se e comunicar-se naturalmente conosco e com a sua própria espécie.

Apenas a evolução das espécies pode explicar porque o cachorro possui rabo, já que a forma sem rabo foi sendo eliminada ao longo do tempo. Todas as espécies sofreram mudanças causadas pela seleção natural, ou seja, as formas mais vantajosas foram selecionadas.


Cuidados com a cauda do cachorro
• Ensinar a criança a não puxar o rabo do cachorro, pois além de cruel, pode fazer com que o cachorro a morda.
• Se o cachorro estiver brigando ou cruzando, não tentar separá-lo puchando-o pelo rabo.

Em todas essas situações acima, puxar o rabo só piora a cituação, pois além de ser cruel e doloroso para o animal, você poderá ser mordido. Além de em nada resolver puxar o rabo dele.


Considerações finais
Hoje, o corte de cauda e orelhas tem motivo estético apenas, e não está ligado à funcionalidade do cão, ou seja, AMPUTAR A CAUDA (E ORELHA) DO CACHORRO NÃO TRAZ BENEFÍCIO A ELE.

E uma coisa importante: se fosse para todos os cães nascerem sem rabo ou com as orelhas "reduzidas", Deus os teria feito sem rabo, ou, a natureza teria providenciado durante a evolução, estes animais não terem toda ou parte da cauda. Pense bem!

Acessados no dia 14/09/10,
e com algumas adaptações e acréscimos da autora.

3 comentários:

  1. eu tenho pinscher n:0 e cortei o a cauda dele e não interferiu em nada na vida dele ficou até mais bonitinho isso vai de pessoa pra pessoa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bonitinho.. que ridiculo! as pessoas acham caes sem cauda sao bonitos. Sao horriveis isso sim e deformados! nao eh natural e eles precisam da cauda. isso eh crueldade! facil amputar algo de alguem neh.. ampute o seu braco! voce vai ficar lindo!

      Excluir
  2. É, algumas pessoas deveriam cortar pedaços do corpo para ficarem mais bonitas também. Quem sabe um braço, uma perna... Sou a favor!

    ResponderExcluir